Amamentação: proteção e nutrição física e emocional.

Por que vale a pena pedir ajuda especializada nas dificuldades de amamentação

5734 Views 0 Comment

Amamentar é um ato aprendido, apesar de biologicamente determinado.

As mulheres, em geral, se preparam para o parto, mas acreditam que a amamentação é automática – é só pegar e mamar. Só que não é assim em muitos casos.

Quando as dificuldades surgem, há muitas pessoas (com boa vontade, confesso) que se prontificam a ajudar, porém sem conhecimento teórico e prático para isso. Resultado? Mais dificuldades, piora dos quadros instalados, desespero, choro, desistência.


E também não faltam pessoas (inclusive muitos profissionais de saúde!) para indicar leites, bicos, apetrechos que prometem auxiliar na amamentação.
Você que é mãe com bebê ou já teve seu bebê sabe que o apoio é imprescindível nesse momento para seguir em frente. Apoio do companheiro, da mãe, dos amigos, dos parentes e porque não de um profissional especializado?


O Consultor em Amamentação é um profissional capacitado no auxílio, incentivo, apoio e manejo da amamentação, que atua no sentido de eliminar as dificuldades e favorecer a continuidade da amamentação. Esse serviço é extremamente especializado (livros, cursos, práticas, estudos, prova internacional, atualização constante) e pode ajudar mãe e bebê no início da amamentação, no seu estabelecimento e até a decisão do desmame.


Ainda que haja custo (existem alguns serviços públicos de qualidade e os bancos de leite, porém a maioria dos atendimentos de consultores internacionais é particular) o custo benefício deve ser pesado na balança.


Por exemplo, ao decidir abandonar o aleitamento e utilizar o leite artificial, uma família gastará, no mínimo 1800,00 nos primeiros 6 meses de vida do bebê, fora os bicos e produtos disponíveis no mercado. No primeiro ano de vida, esse custo pode chegar a 3600,00. A mãe que amamenta não tem custos até o sexto mês e, com orientação adequada para alimentação complementar saudável e manutenção do aleitamento até 2 anos ou mais, novamente haverá custo zero com leites. Esses valores podem ser revertidos em melhor alimentação materna no primeiro semestre e incremento na alimentação saudável do bebê após os 6 meses.


Procure ajuda, não fique sozinha, sofrendo, isolada. Busque, pergunte, tire suas dúvidas, deixe-se cuidar e aprenda o manejo e as técnicas para superar as dificuldades! Seu bebê agradece, a família agradece!

0 Comments

Leave a Comment