Amamentação: proteção e nutrição física e emocional.

Novas descobertas sobre a anatomia da mama

5674 Views 1 Comment

Em estudos atuais, que utilizaram-se de ecografia para identificar as estruturas da mama de lactantes, revelaram mudanças importantes em sua anatomia. No passado, tais estruturas eram identificadas por meio de autópsias de mamas de mulheres que estavam amamentando. Esses exames revelaram as estruturas da anatomia que aprendemos até hoje nos livros. Vejamos as diferenças:

1) Anatomia atual: grande quantidade de tecido gorduroso subcutâneo, alvéolos distantes do mamilo, com ductos lactíferos (15-20) para a passagem do leite e que desembocam nos seios lactíferos, considerados estruturas de armazenamento do leite, que são localizados próximos a aréola e depois se afilavam novamente próximo ao mamilo, para sua saída.

2) Nova anatomia: reduzido tecido subcutâneo na base da mama, alguns estudos revelam menor número de ductos lactíferos (7-10), com ramificações intensas por toda a mama, especialmente próximo ao mamilo, não há seios lactíferos, que seriam apenas dilatações temporárias na presença abundante de leite.

Qual a importância disso para a prática da amamentação?
1) Mudança de paradigma de que a mama armazena leite nos seios lactíferos para a ideia de que 80% do leite é produzido durante a mamada;
2) A importância de se realizar ordenha rápida para iniciar o reflexo de ocitocina, favorecendo a ordenha do lactente no início da mamada;
3) Reafirmar a importância de não se segurar a mama em forma de tesoura, mas em U, para não bloquear os ductos, que são superficiais. Esse bloqueio parcial pode dificultar a ordenha do leite materno e liberar o FIL – Fator Inibidor da Lactação.
4) Os produtores de bombas tira leite (elétricas ou manuais) modificarão seus produtos para se adaptarem melhor à anatomia da mama e favorecerem a extração mais eficaz (lembrando que é sempre melhor realizar ordenha manual, pois um artigo recente revelou que os níveis de gordura obtidos são maiores na ordenha manual do que na expressão por bomba)

Veja as diferenças nas imagens 1 (Medela) e 2 (Wilen Brasil Junior).

Gooding M. J., Finlay J., Shipley J.A., Halliwell M., and Duck F.A. Three-dimensional ultrasound imaging of mammary ducts in lactating women: a feasibility study. Journal of Ultrasound Medicine 29 (1):95-103 (2010)

Ramsay DT, Kent JC, Hartmann RA and Hartmann PE (2005) Anatomy of the lactating human breast redefined with ultrasound imaging. Journal of anatomy, 206:525-534

Ramsay, D.T., Kent, J.C., Owens, R.A. and Hartmann, P.E. Ultrasound imaging of milk ejection in the breast of lactating women. Pediatrics 113: 361 – 367 (2004)

1 Comments
  • Liana agosto 28, 2016, 12:22 am Responder

    Fantastico!!

Leave a Comment