Amamentação: proteção e nutrição física e emocional.

Sim, bebê faz greve de amamentação. Entenda o porquê.

19899 Views 2 Comments

É muito comum que o bebê, a partir do terceiro mês, recuse o seio materno por alguns dias. Essa recusa, sem motivo aparente, é denominada greve de amamentação, nursing strike ou breastfeeding strike. Conheça a greve de amamentação, suas causas e como agir neste período.

 

Quando um bebê recusa amamentação por alguns dias (mais ou menos 4 dias), muitas mães acreditam que seu bebê não quer mais o peito ou rejeita seu leite, o que pode levar a stress, culpa, percepção de que seu leite é fraco, que produz leite insuficiente ou pensar que seu bebê a está rejeitando como mãe.

 

O período da greve, além de poder significar desmame caso a mãe não identifique e trate a dificuldade, também pode levar a problemas de alimentação infantil, com consequente quadro de desnutrição ou infecções, de acordo com Chidiebere et al, (2016). O problema pode ser superado se os pais conhecerem as causas e souberem lidar com o bebê. Dessa forma, o retorno à amamentação pode ocorrer e se prolongar, seguindo seu curso normal.

 

Apesar de ser mais comum após os 3 meses, a greve de amamentação pode ocorrer em qualquer fase da vida do bebê. Na verdade, ela é bastante comum e não deve ser confundida com desmame natural. Apesar de não haver causa aparente, os pais devem estar atentos a algumas possibilidades (LLL, 2007; Nayyeri et al., 2015):

 

  1. Causas Infantis

– doença da criança

– erupção dentária

– stress do bebê

– excesso de utilização de bicos artificiais (chupetas e mamadeiras)

– problemas respiratórios (inclusive obstrução nasal) ou infecciosos

– refluxo gastroesofágico

– separação da mãe (início da adaptação à creche, por exemplo)

– lesões cerebrais

– dor posicional ou após vacinação

– aftas ou monilíase

– infecção de ouvido

– distrações frequentes na mamada

– sensibilidade a algum medicamento/alimento que a mãe tenha ingerido ou produto (sabonete, por exemplo)

 

  1. Causas relacionadas à mãe

– stress na mãe

– problemas familiares

– mastite

– mudanças no padrão de cuidado com a criança

– uso de medicamentos

– reação à mordida do bebê (por exemplo, quando ela grita, o bebê pode se assustar e se negar a mamar por alguns dias)

– mudanças na rotina (viagens, mudanças, luto, brigas excessivas)

– limitação das mamadas (quando a mãe não amamenta em livre demanda)

– super estimulação do bebê

– deixar o bebê chorar

– uso de cremes ou pomadas nos mamilo

 

  1. Causas relacionadas a produção láctea

– mudança no sabor do leite (por exemplo por nova gestação, uso de medicamentos ou mudanças na alimentação)

– redução do volume do leite (especialmente quando a mãe retorna ao trabalho e não consegue manter a produção com ordenha de leite no horário de trabalho)

 

Com paciência e persistência é quase sempre possível convencer o bebê para voltar à amamentação e, desta forma, ambos podem continuar a desfrutar de seus benefícios. A mãe precisará ordenhar seu leite durante este período e oferecer em copo ou colher, pois suas mamas poderão tornar-se engurgitadas e doloridas. Não se deve oferecer este leite por mamadeira, pois corre-se o risco de desmame. Para garantir a ingestão adequada de volume de leite, analisar a enurese (xixi) e seu aspecto (se está claro e sem cheiro). Sempre oferecer a mama em ambiente calmo, sem distrações, com tranquilidade e vínculo com o bebê.

 

Algumas dicas para retornar à amamentação:

– oferecer a mama ao bebê quando ainda estiver sonolento

– experimentar várias posições

– amamentar em pé, embalando o bebê

– preconizar o contato pele a pele, carinho e atenção

– dormir com o bebê próximo (cama compartilhada ou berço próximo da cama da mãe)

– manter o bebê no sling

 

Em alguns dias o bebê deve retornar à amamentação, pois certamente ainda não está preparado para o desmame, que se dá, naturalmente, entre 2 anos e meio e 4 anos de idade.

2 Comments
  • Karina Valéria da Silva julho 24, 2018, 1:56 am Responder

    Minha BB tá com 4 meses e meio e está recusando meu peito já tentei dar leite nan nestogenio mas ela não gosta de nenhum já não sei mas o que fazer falei com a pediatra ela tentou colocar meu BB no meu peito mas meu BB ficou se jogando pra trás pra não mamã estou muito angustiada com tudo isso 😥😢

    • Drª Cristiane Gomes julho 29, 2018, 1:10 pm

      Karina, procure um banco de leite ou uma consultora de amamentação. É necessária avaliação para identificar as causas e tratar

Leave a Comment