Amamentação: proteção e nutrição física e emocional.

Quanto o assunto é aleitamento, é melhor prevenir do que remediar

469 Views 0 Comment

 

A prevenção é a ação antecipada para evitar que um problema ou doença se instale. Na amamentação não é diferente: há formas de a mulher evitar problemas de amamentação com ajuda especializada.

A prevenção em amamentação funciona basicamente em duas etapas. A primeira consiste de fornecimento de informação atual e qualificada sobre todo o processo de lactação, as possíveis dificuldades e como evita-las, desde o preparo da mama, amamentação na primeira hora após o parto, permanência em alojamento conjunto, favorecimento da livre demanda com adequada posição, pega e técnica, até o conhecimento do processo de apojadura, cuidados e amamentação exclusiva sem uso de bicos artificiais.

A segunda etapa consiste de auxílio prático logo após o parto, com esclarecimento de dúvidas, orientação e apoio prático de pega e posição, ordenha manual de colostro, oferecimento por copo se necessário, cuidados com as mamas no pós-parto, observação dos sinais do bebê, reconhecimento dos tipos de choro e, finalmente, apoio prático após a alta, especialmente quando ocorre a descida do leite, para que a mãe consiga manter a aréola macia e, consequentemente, uma boa pega do bebê.

Mesmo com todo acompanhamento preventivo, há situações em que as dificuldades se impõem, como por exemplo quando um bebê provoca fissuras mamilares e dor na mãe. Nesses casos, quanto mais precocemente for realizado o diagnóstico e a intervenção no sentido de melhorar a pega, posição ou solucionar possíveis disfunções orais ou favorecer a cicatrização rápida da fissura (como no caso do uso de laserterapia de baixa potência), mas rápido o problema é resolvido e há menores chances de complicações (ingurgitamentos, mastites, abscessos).

Em muitas situações a mãe acredita que amamentar dói mesmo e com o tempo as coisas melhoram, mas infelizmente não é assim na maioria dos casos e algumas mulheres acabam desistindo por incômodo, dor, cansaço, falta de conhecimento ou de ajuda.

Amamentar não é uma tarefa fácil; exige entrega e dedicação, então por que não evitar problemas ou minimizar complicações com a detecção e tratamento precoces? Por isso procure apoio profissional!

 

 

0 Comments

Leave a Comment