Amamentação: proteção e nutrição física e emocional.

Precisa mesmo preparar a mama para o aleitamento materno?

14791 Views 2 Comments

Você que é mãe, está grávida ou conhece alguma mãe certamente já ouviu falar sobre a necessidade de preparar o bico do peito para amamentar.  Geralmente as pessoas dizem que esse preparo serve para “calejar” o bico e evitar dores e fissuras…

Muitas mulheres recebem orientações dos próprios profissionais de saúde para utilizarem buchas, cremes, conchas e realizarem exercícios na gestação para “formar o bico” ou preparar a mama para a amamentação.

Será que existe realmente necessidade de se preparar a mama?

As orientações para o preparo da mama são antigos, já rebatidos pelos estudos, porém ainda é prática constante nos consultórios e nas rodas de conversas de mulheres, no entanto, hoje se sabe que esse preparo não auxilia e muitas vezes pode prejudicar a amamentação! Vamos às evidências:

1.Na gestação, surgem estruturas na aréola chamadas Tubérculos de Montgomery, que são responsáveis pela hidratação do mamilo e aréola. Isso significa que o próprio organismo estabelece formas naturais de preparar a mama. Desta forma, não há necessidade de se utilizar de cremes, pomadas ou quaisquer produtos comerciais na mama. Além de não haver necessidade, esses produtos podem ressecar ou hiperidratar a região e isso pode levar às fissuras!

2.Também na gestação, a liberação dos hormônios faz com que a coloração da aréola fique mais escurecida. Novamente, a natureza perfeita auxilia no aumento da resistência da pele para evitar as fissuras. Quando a mulher utiliza-se de bucha ou toalha para realizar fricção na mama, as delicadas estruturas e ligamentos da mama podem se romper, favorecendo as fissuras após o nascimento do bebê. Em resumo, friccionar a pele, além de doloroso, é mais prejudicial do que vantajoso!

3.Existem vários tipos de mamilo e o tamanho ou conformação, que pode ser protruso, semi protruso, plano, pseudo invertido ou invertido. O  mamilo pode ser longo, largo e o tamanho da aréola também varia de mulher para mulher. As variações são anatômicas e é um erro achar que utilizando uma concha na gestação o mamilo irá se modificar. Essa é uma promessa sem fundamento da indústria, pois a anatomia não pode se modificar. Ao utilizar a concha, o mamilo pode até protruir, porém ao retirá-lo ele voltará à conformação original. Além de ser uma propaganda enganosa que não surtirá o efeito desejado, a concha abafa o mamilo, favorecendo a proleferação de bactérias e fungos. O ideal é deixar as mamas secas e arejadas!

4.Algumas marcas de cremes prometem que se a mulher utilizá-los na gestação eles irão evitar a ocorrência de fissuras. Mais uma promessa impossível de cumprir! O que impede a ocorrência de fissuras na amamentação é a pega correta!

5.Alguns profissionais indicam exercícios para preparar o mamilo, que são chamados de Manobras ou Exercícios de Hoffmann, que consistem em colocar um dedo acima e outro abaixo do mamilo, puxando o mamilo. No momento em que puxar, girar no sentido horário e anti-horário, diariamente. Apesar de muitos livros ainda conterem essa indicação, os estudos mais recentes revelaram que tais exercícios não produzem efeito algum!

Deste modo, não passe nada na sua mama; não a esfreque, não passe cremes, não realize exercícios. O preparo para a amamentação durante a gestação é INFORMAÇÃO de qualidade, atualizada e baseada em evidências científicas.

Leia, informe-se, consulte um profissional especializado em amamentação para orientá-la! Sua mama agradece…

2 Comments
  • Vivian outubro 20, 2016, 11:48 pm Responder

    E tomar sol nas mamas? Já ouvi muito essa recomendação.

    • Drª Cristiane Gomes outubro 23, 2016, 12:40 am

      Vivian, não encontrei nenhum estudo falando dos benefícios, mas ainda há indicação em alguns manuais. Se for com cuidado e por pouco tempo, não há problema.

Leave a Comment