Amamentação: proteção e nutrição física e emocional.

Estou com fissura mamilar, e agora?

3543 Views 0 Comment

As fissuras mamilares são lesões do tecido mamilar pela pressão negativa realizada pelo bebê durante a mamada, uma vez que a má pega e o mau posicionamento da criança caracterizam as etiologias mais frequentes da fissura.

Outras causas possíveis seriam: o uso de cremes e óleos (que deixam a pele fina e sensível) ou de sabonetes (que ressecam a pele) nos mamilos, a presença de mamilos curtos, planos ou invertidos, disfunções orais na criança, frênulo lingual excessivamente curto, sucção não nutritiva prolongada, uso impróprio de bombas de extração de leite, não interrupção adequada da sucção da criança quando for necessário retirá-la do peito, uso de protetores de mamilo (intermediários) e exposição prolongada a forros úmidos.

Para prevenir a ocorrência de fissuras a mãe deve:

  • atentar à pega da mama,
  • manter as mamas secas,
  • realizar ordenha manual para permitir que a aréola esteja maleável e o bebê consiga realizar a pega correta
  • eliminar o uso de produtos (cremes, óleos, sabonete)
  • não utilizar conchas ou intermediários
  • oferecer a mama em livre demanda e antes que o bebê esteja com muita fome
  • quando necessário retirar o bebê da mama, colocar o dedo mínimo em sua comissura labial até a língua para eliminar a pressão negativa

No entanto, quando a fissura acontece, ela é muito dolorosa e pode levar ao desmame precoce, por isso é importante tratá-la corretamente.

Além de corrigir a pega da mama e posição, o tratamento indicado pelo Ministério da Saúde é:

  • oferecer a mama menos afetada inicialmente, assim o bebê já estará mais saciado quando for para a outra mama e haverá menor pressão negativa
  • realizar ordenha prévia para liberação do leite
  • oferecer a mama em outras posições, até encontrar a mais confortável
  • Não se deve utilizar banho de luz, banho de sol, secador de cabelo, pois hoje se sabe que a cicatrização de feridas é mais eficiente se as camadas internas da epiderme (expostas pela lesão) se mantiverem úmidas
  • dar pausa na amamentação do lado afetado por alguns dias até que a fissura cicatrize, mas realizar ordenha manual durante este período.
  • Não utilizar cremes, óleos, compressas de chá ou quaisquer outros produtos. Seus efeitos não são comprovados.
  • Cuidado com o uso da lanolina purificada. Ela pode diminuir o desconforto da lactante, porém não existem evidências de que esse produto acelere a cicatrização.
0 Comments

Leave a Comment