Amamentação: proteção e nutrição física e emocional.

Como e quando fazer a higiene oral do bebê

3025 Views 0 Comment

A higiene é importante para a saúde geral e, no caso da higiene oral, para a saúde da boca. Apesar de, no bebê sem dentes, não existir colonização de bactérias cariogênicas (que levam à doença cárie), já que só existe cárie na presença de dentes, a higiene já deve ter início para criar um hábito de higienização desde a tenra idade. O bebê começará a ter a sensação agradável da boquinha estar limpa, muitas vezes sem placas de leite na língua, começa a se acostumar com a manipulação de sua cavidade oral e isso é importante. A grande dúvida dos pais, então, é como e com que frequência realizar essa higiene.

 

A primeira informação importante é que não há necessidade de higienizar a boca do bebê após cada mamada. Uma vez ao dia, para bebês sem dentes, é o suficiente para criar o hábito e retirar placas de leite. Desta forma, a higiene pode ser realizada, por exemplo, após o banho ou após a última mamada do dia. Não importa se o bebê é amamentado ou alimentado com leite artificial; onde não há dente, não há cárie!

 

Se o bebê é amamentado exclusivamente, temos um motivo extra para não realizar a higiene após cada mamada: o leite materno possui imunoglobulinas (fatores de proteção para o organismo), que permanecem na boca, na faringe, no trato gastrointestinal, passando por todo o intestino. Se retirarmos o leite após cada mamada, estamos também retirando esses fatores de proteção, que previnem doenças, alergias, infecções, neste caso para a mucosa oral.

 

A higiene oral deve ser realizada, então, da seguinte forma:

  • os pais devem utilizar gaze ou uma fralda/pano de boca limpo (que será utilizado apenas para a higiene oral do bebê)
  • umedecer com água filtrada/fervida ou soro fisiológico
  • envolver o dedo indicador nessa fralda com água/soro
  • limpar a língua (por cima e por baixo), parte interna das bochechas, gengivas
  • realizar a limpeza de forma tranquila, para que o bebê associe o momento a algo agradável, não desagradável ou estressante.

 

É importante que, desde a gestação, a mulher realize acompanhamento com odontopediatra e, após o nascimento, leve regularmene seu filho para as consultas periódicas. Nesses momentos o dentista fará avaliação específica e poderá aplicar outros produtos na higiene oral.

 

Com a erupção do primeiro dentinho, já existe risco de cárie, por isso a higiene deverá ser realizada com maior frequência e, além da limpeza da cavidade oral, os pais deverão ter atenção especial para cada dente erupcionado, inicialmente limpando-o com a gaze e, posteriormente, utilizando uma escova infantil macia. Com o nascimento de dentes lado a lado, é imprescindível o início do uso do fio dental. O uso do creme dental só deve ser iniciado quando o bebê adquirir a habilidade de cuspir.

 

Muitas mães relatam grande dificuldade em realizar a higiene oral de seus bebês quando eles estão maiores, por isso é importante, já no início, trabalhar a escovação/higiene de forma lúdica, permitindo que a criança tenha prazer nesse momento. Novamente, a consulta ao odontopediatra é importante no acompanhamento da saúde oral dos pequenos.

 

A saúde da boca é importante para a saúde geral, para a mastigação, para o alinhamento dentário, para a fala, por isso deve ser cuidadosamente realizada!

0 Comments

Leave a Comment