Amamentação: proteção e nutrição física e emocional.

Amamentar gêmeos exclusivamente é possível?

8199 Views 0 Comment

Apesar de naturalmente raro, a gestação de gêmeos tem aumentado devido aos tratamentos de fertilidade. Muitas gestantes e mesmo familiares têm dúvidas quanto à possibilidade da amamentação exclusiva nestes casos, por acreditarem que a mãe não produzirá leite suficiente para ambos os bebês, além do desgaste físico para cuidar de duas crianças da mesma idade, ao mesmo tempo.

 

Certamente cuidar de dois bebês não é tarefa fácil: eles fatalmente terão necessidades diferentes em horários diferentes, por isso uma rede de apoio é essencial para que a mulher esteja segura, confiante e auxiliada. É completamente possível a mulher amamentar exclusivamente e veremos um pouco como a mãe pode se organizar para isso.

 

Inicialmente, a mulher precisa se empoderar desde a gestação, se informando e realmente acreditando em sua capacidade, para não dar ouvidos a conselhos de pessoas ou profissionais que não tem capacitação em aleitamento materno. Informações e conselhos que desestimulam a mulher podem ter efeito negativo na lactação.

 

Fisiologicamente sabemos que os hormônios da lactação são liberados após o parto por 3 dias exclusivamente por controle hormonal e após este período pela sucção do bebê. Dessa forma, se dois bebês estiverem estimulando o seio materno, o estímulo é dobrado, aumentando muito os níveis hormonais e, consequentemente, a produção e liberação de leita materno. Desta forma, a mulher de gêmeos produzirá leite para dois bebês, ao invés de um.

 

Além do estímulo determinar o volume de produção e liberação de leite, pela ação da prolactina, o hormônio responsável pela liberação de leite – a ocitocina – é liberada pelo contato, olho no olho, choro dos bebês, além do ambiente favorável da rede de apoio (familiares, amigos, companheiro, ajudantes). É importantíssimo que a mulher se sinta segura, auxiliada, incentivada, encorajada, tenha auxílio sempre que necessário, se alimente bem e repouse na medida do possível.

 

Para favorecer ainda mais a amamentação e a segurança materna, a mulher pode amamentar ambos os bebês ao mesmo tempo; sim, isso é possível! Existem posições possíveis para viabilizar que ambos se alimentem ao mesmo tempo, para que a mulher não se desgaste tanto.

 

Algumas dessas posições são ilustradas abaixo. A família pode escolher as melhores posições, de acordo com suas preferências e as dos bebês, permitir que ambos se alimentem juntos e assim facilitar a vida da mãe. Pode-se também alternar as mamas ou deixá-los na mesma a cada mamada, pois com maior estímulo, na próxima mamada o leite será produzido em ambas, no volume necessário a eles.

 

Fonte: http://smsdc-cf-aloysioaugustonovis.blogspot.com.br/2016/08/040816-posicoes-para-amamentacao.html

 

Algumas orientações para auxiliar a mãe de gêmeos:

  • iniciar a amamentação logo após o parto
  • ter paciência, pois o aprendizado da amamentação para dois bebês pode ser um pouco maior o que a de apenas um
  • manter livre demanda, ainda que em algumas mamadas a mãe extraia seu leite e ofereça por copo, caso esteja cansada. Nesse momento o pai, um profissional ou familiar podem ajudar a mãe na alimentação
  • amamentar os dois ao mesmo tempo, o que favorece o atendimento às necessidades fisiológicas e emocionais. Com o tempo a mãe tem condições de observar seus bebês e suas necessidades individualmente, oferecendo o que cada um deles precisa a seu tempo
  • a amamentação de gêmeos traz mais economia à família, maior saúde para os bebês, satisfação das necessidades afetivas e também economia de tempo, caso sejam amamentados ao mesmo tempo
  • é totalmente desaconselhado amamentar um dos bebês e alimentar com fórmula o outro

 

No início a mãe pode precisar de ajuda para acomodar os bebês e auxiliá-los na pega correta; ela pode buscar auxílio de um consultor em amamentação ou de familiares e amigos. A amamentação exclusiva de gêmeos é possível!

0 Comments

Leave a Comment